Pesquisa

Entrevista a Fernando Teles na Revista Rumo

Notícias
“Fernando Teles investe na agricultura”. É este o mote para uma entrevista que revela “o lado verde do banqueiro”, forma de descrever o seu envolvimento no agro-negócio
Data 30-07-2015 

Na capa, em primeiro plano, Fernando Teles com indumentária informal. Em pano de fundo, a paisagem angolana da Quibala com um pivot de rega a desempenhar a sua função. “Fernando Teles investe na agricultura”. É este o mote para uma entrevista que revela “o lado verde do banqueiro”, forma de descrever o seu envolvimento no agro-negócio, com o apoio da Euroeste através de uma forte parceria e sustentada sociedade.

 

Durante uma visita à Fazenda de Santo António, “onde, em parceria com a portuguesa Euroeste, numa percentagem de 50%, tem um projeto agroindustrial de produção de milho, fuba, ração e suinicultura”. A revista Rumo entrevista Fernando Teles, que apresenta as razões do seu envolvimento: “Não estou na agricultura apenas por desporto, estou porque acho que é importante para o País que haja agricultores a sério que saibam o que estão a fazer, que produzam, e porque acho que os projetos têm condições para ter rentabilidade. É uma atividade económica que realizo com todo o prazer.”

 

Fernando Teles destaca a experiência e conhecimento da Euroeste na implementação e gestão de projetos agro-pecuários integrados como sustento do seu otimismo em relação à eficiência do projeto em causa: “Tenho um projeto forte, com investidores externos, porque na agricultura e pecuária é preciso know-how e o melhor que temos a fazer é fazermos parcerias com quem sabe fazer e tem conhecimento. É a base para crescermos rápido".

 

Descrevendo o projeto e ilustrando o artigo com imagens captadas na Fazenda de Santo António, a revista Rumo interpela Fernando Teles acerca do retorno de projetos como este, obtendo uma resposta frontal: “Na agricultura os lucros são a médio prazo, mas acho que dentro de três a cinco anos já vamos ter lucros”.

 

Entre outras questões às quais responde com pragmatismo, Fernando Teles, desafia outros empresários a investir no setor para benefício do próprio país e respetiva economia: “É o desafio que deixo aos empresários angolanos que têm algum dinheiro resultante de outras atividades, que apostem na agricultura e na pecuária, porque precisamos de substituir as importações.”, estando a Euroeste posicionada como parceiro ideal na elaboração de estudos de viabilidade técnica, económica e financeira, na implementação de projetos agroindustriais e na gestão dos mesmos, com experiência, conhecimento, eficiência e resultados que comprovam a sua capacidade nas diversas áreas que compõem o setor do agronegócio.

 

Consulte a entrevista na íntegra através do download da versão .pdf